21 de ago de 2011

A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak

Hoje, vou resenhar sobre o livro de Marcus Zusak : A Menina que Roubava Livros.Tem muita coisa para falar do livro.Então, vamos logo começar.


Sinopse - 
Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a Morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em "A Menina que Roubava Livros", livro há mais de um ano na lista dos mais vendidos do "The New York Times".

Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade desenxabida próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido da sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona de casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, "O Manual do Coveiro". Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro de vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes.

E foram estes livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de rouba-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto a sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar.

Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal. Mas só quem está ao seu lado sempre e testemunha a dor e a poesia da época em que Liesel Meminger teve sua vida salva diariamente pelas palavras, é a nossa narradora. Um dia todos irão conhece-la. Mas ter a sua história contada por ela é para poucos. Tem que valer a pena.


Resenha-Achei o livro apaixonante.Talvez possa ser algo de preferência literária,pois conheço pessoas que abandonaram o livro e definitivamente não gostaram. ( Minha irmã é uma dessas pessoas)rsrs.
O livro é narrado pela Morte.Sim, a morte.Eu achei simplesmente fantástico.No começo eu confesso que achei um pouco confuso e muitas vezes chato,mas foi só uma questão de tempo para a minha adaptação com a escrita de Zusak que é muito envolvente.E que bom que não abandonei,pois foi uma experiência incrível.
O engraçado do livro é que coisas que eu simplesmente detesto aconteceram  e eu nem me importei.Um exemplo disso  é que A Morte(a narradora) antecipa várias situações que serão importantes no decorrer da estória,mas que não me tirou de forma alguma a vontade de continuar virando as páginas do livro.
O livro me emocionou muito,mas também me fez soltar algumas tímidas risadas.A personagem principal é a Liesel, uma fofa e que encontrou a morte algumas vezes e saiu ilesa.Para contar a estória de Liesel vários personagens aparecem na trama,mas que não são nem um pouco coadjuvantes.Como Rudy seu companheiro de aventuras que me encantou com seu jeito e sonho(esse personagem foi motivo de várias lágrimas).E a própria morte que parece ter sentimentos e até coração, acredita??!!
Muitas pessoas, por saberem que o livro se passa na Alemanha Nazista esperam muita ação,torturas,mortes e etc,mas o foco não é a guerra em si.E sim a luta pela sobrevivência de uma menina.Acho que um dos sentimentos que tive durante a leitura, foi que mesmo com todas as dificuldades vale a pena sim viver.
O lado negativo é que o livro é muito detalhista o que tornou  a narrativa um tanto quanto parada.
Enfim, super recomendo o livro. Para finalizar minha frase favorita do livro:

“A única coisa pior do que um menino que detesta a gente.
Um menino que ama a gente.

Abraços.

7 comentários:

Voltei, eu queria pedir para você colocar estes livros:

A grande virada.
Um garoto consumista na roça.
Infância Roubada.

Agradeço pela visita e volte sempre, (vo colocar +1 nestas postagem)

Vlw

http://fcgols.blogspot.com/
 
Menina estou ensaiando ha tempos comprar este livro, achei q fosse gostar após de ler O menino de pijama listrado, assisti o filme dele também mas, não derramei tantas lagrimas qnto com o livro.
Olha parabéns! vc escreve mto bem, virarei seguidora fiel do teu blog.
bjos abraços!!!
 
ahhhhhhhhhhhhhh acabei de ler esse livro . foi uma recomendação de uma pessoa especial

p.s adorei a narrativa mórbida feita pela ´morte´
 
Neh.etc : Essa pessoa deve ser mesmo especial. O livro é ótimo!E eu tb adorei a narrativa.E que bom que concordamos.Obrigada pelo comentário.

Amanda : Olá, fiquei muito feliz por sua visita no blog.A respeito do livro: O menino do pijama listrado( ainda farei uma resenha sobre ele,mas já posso adiantar que também amei!!)Bjs

Patryck - Admin: Obrigada pela visita.E adorei sua participação indicando livros para resenha...dos 3 que você citou tenho Infância Roubada.Que já estará na lista de resenhas desse mês.
Bjs
 
Olá, obrigado por vizitar o Infostartnet, fiquei feliz com o seu comentário, estarei sempre colocando post de informática para ajudar! Não sou muito de ler livro + achei esse interessante. Estou te seguindo, se puder me seguir de volta agradeço! =_)

http://infostartnet.blogspot.com/
 
Oii tudo beM?

Eu migrei do rosabarbie ´para "Coisasdejane.blogspot.com"

Já estou te seguindo me siga tb Bjs.
 
Não costumo me interessar por livros que tenham relação com a segunda guerra mundial, mas falam tão bem desse livro que até tenho alguma curiosidade sobre ele. Quem sabe um dia, se eu tiver oportunidade.
Beeeijos

Marina Oliveira
http://distribuindosonhos.blogspot.com
 

Postar um comentário